8 de set de 2008

"Então tá..."

Há tempos que ando pensando por que desanimei com as agulhas...atualmente ando tricotando para bonecas, que por sinal, é uma clientela muuuuuuuuuuito exigente...
E aí me dei conta que o tricô aqui neste mundo virtual está ficando elitizado...por isso "revoltei"!!!

Parece-me que os trabalhos só tem valor se forem feitos com fios importados, com receitas tiradas da VK ou similares....ah...virou um "crime" trabalhar com agulhas retas...nã, nã, ni, nã ,não...vc tem "obrigação" de ter um kit Denise ou então várias agulhas addi...ah...e se vc importar, melhor ainda...rsrsrsrs Parece desabafo de invejosa? Não é, não... Não tenho nada contra quem se utiliza de todos esses recursos...cada um, cada qual...o que me entristece é uma certa postura xiita em relação aos produtos que estão ao alcance de 90% das tricoteiras...

Os nacionais pecam na qualidade? Com certeza...mas, se eu fizer um blusão todo em ponto meia, com agulhas retas e com o fio família e achá-lo maravilhoso...ele tem menos valor daquele outro cheio de "história"? Para mim, não...

Não estou querendo briga com ninguém...não estou falando para ninguém em específico...

É apenas o que eu penso!

E, para finalizar de maneira agradável...minhas fofas!!!

bjs à todas

15 comentários:

Kety disse...

Nada contra esses produtos, mas ando sentindo a mesma coisa, amo minhas agulhas retas, e por mais q um dia eu possa comprar um kit famoso (coisa q hoje esta alem de minhas possibilidades!) jamais as abandonaria.
Beijão!!!

Mari ♥ disse...

Lu, isso é em tudo mesmo, não só no Tricot... O pessoal parece que desmerece produtos mais acessíveis e com materiais nacionais... Deveriam valorizar isso sim...

Mas este povo que podemos chamar de esnobe não merece nem um pingo da nossa chateação viu?

O seu trabalho é perfeito, lindo e quem tem dá valor demais!!!

Eu e Valentina somos fãs, vc sabe né?

Beijocas =***

Denise disse...

Lucinha..
Mais uma vez concordo com vc em gênero, número e grau !
Escrevi sobre isso em meu blog. com o título "evolução".
Mas é um assunto delicado, porque parece que somos invejosas...kkk

beijinhos

Patty disse...

Olá

Realmente é um assunto delicado e polêmico. Na verdade existem fios importados maravilhosos que normalmente não exigem muita habilidade, pois eles por si só já dão um efeito bonito. Em compensação fios mais simples exigem que o trico seja bem feito e os pontos mais elaborados. Eu prezo pela boa qualidade dos fios, e acho que tem muito fio nacional de ótima qualidade e bons preços.

bjs
Patty

Gislene disse...

apoiado!
todo trabalho tem o seu valor...
mesmo os feitos com fios mais simples... agulhas retas...
fios nacionais...
foi feito por vc!
vc dedicou um tempo para fazer .. com amor.. e carinho...
eu AMO.. e que se dane quem pensa diferente...

beijo garota

jessica disse...

oii
concordo com vc,eu nunca comprei produtos importados e nem compraria,gosto dos nacionais que vc encontra bem perto de vc e com um preço muito melhor,rsrsrs,adoro meus trabalhos,e os seus tbm,são lindos,parabéns.
vamos continuar com nossos trabalhos sem dar importancia para essas pessoas metidas,rsrsrs.
bjuxxxx
tudo de bom

Maria goretti disse...

Oi Lu,

Concordo plenamente,sabe o que é pior?Te mostram um trabalho lindo...,e surpresa! o link da receita é uma revista/livro em INGlÊS,como se fossemos fluentes...,principalmente nos termos técnicos do tricô.Na verdade os fios nacionais precisam dar uma melhorada,mas o que deve falar mais alto é o seu talento e seu poder aquisitivo para fazer um trabalho,acredito que fazer tricô assim com cozinhar é um ato de amor e de carinho para aqueles que vc ama.

Bjs

Maria goretti disse...

Oi LU,

Concordo,sabe o pior? è quando colocam um trabalho lindo e...,o link da revista/livro/site em INGLÊS,como se fossemos fluentes e conhecessemos os termos técnicos,acho que tricotar assim com cozinhar é um ato de amor,um carinho para pessoas que vc ama,então vc utiliza a máeria prima que seu poder aquisitivo permte não é mesmo? Assim como se faz uma omelete deliciosa com o que sobrou na geladeira,também se faz coisas lindas com lãs mais baratas,é ter talento capricho e criatividade.

As min roupinhas estão lindas,parabéns.

Bjs

jessica disse...

oiii
feliz dia do crochet.
bjuxxx

Nilda Biagio disse...

Olá Lucinha
Foi um alívio ler o que vc escreveu...achava que só eu pensava assim!!!Obrigada por ter coragem de expressar o que muitas de nós pensamos!!
Bj
Nilda

CROCHET DA HELOISA disse...

Oi Lucinha
Vim te conhecer e de cara li o seu desabafo que acho muito natural e convincente. Quem sabe fazer crochet, consegue realizar lindos trabalhos com qualquer linha ou lã..O que conta é o bom gosto na escolha da cor, a praticas nos pontos e a criatividade...
Bjs e bom final de semana.
Meu blog é s´so de bebes...de uma passadinha qdo tiver tempo...
Heloisa Reis

Fazendo Artesanato Receitas disse...

Olá Lucinha, tenho vindo visitar seu blog e aos poucos conhecendo todos seus trabalhos postados e as novidades e estou gostando muito, parabens tudo muito lindo.
Amiga, também tenho sentido um pouco isso mas deixo pra lá e continuo firme e forte utilizando o que tenho e o que posso, mas é lógico que tbm admiro as lãs maravilhosas importadas que vejo e os materiaias maravilhosos, só acho que não deve prevalecer as receitas somente em inglês e os materiais importados tbm, admiro os materiais e os lindos trabalhos que as amigas fazem , acho maravilhosos e parabenizo a todas pela capacidade e capricho.
Não desanime não amiga, é fase, passa, continua fazendo seus lindos trabalhos com as lãs e agulhas que desejar pois será sempre admirada e o seu trabalho reconhecido, alias suas meninas aí estão chique que só heim amigas, lindas roupas as delas, amei!!!!

Amiga, hoje vim também pra pedir a sua solidariedade pois é o dia da Blogagem Coletiva Justiça para Flávia.
Por favor, participe também.
Obrigada.
Desejo que voce tenha uma linda e abençoada semana.
Beijosssssss
Márcia

Karen Burns disse...

Oi Lucinha,
Meu sentimento é muito parecido com o seu em relação a essa paranóia consumista.Por não compactuar com certas pessoas e atitudes fui achincalhada e expurgada sutilmente de certos grupos. Tenho agulhas de tricô de tudo quanto é tipo e sempre usei agulha circular para tudo por uma questão de comodidade. Levo meu tricô para todos os lados, então fica difícil tricotar no ônibus. Tenho agulhas de madeira para tecer meias com quase 40 anos e uso mesmo estando gastas (as pontas foram engrossando e fui apontando).Tenho agulhas de metal que são as minhas prreferidas, algumas bem antigas e outras mais novas que ganhei a 3 anos do meu marido. Já teci até com pauzinho de laranjeira porque precisava de uma agulha de 2 ontas 4,0 e não tinha. ntão improvisei. Quando comecei a fzer minhas bolsas feltradas, minhas agulhas circulares grossas foram feitas pelo meu marido. ganhei um bcado de dinheiro com elas. Agulha boa é aquela onde seu trabalho desliza de acordo com o domínio das suas mãos. Fio bom é aquele que cabe no seu bolso e que apetece aos olhos. Tenho kilos de fios importados da Inglaterra que ganhei da minha sogra, mas não tenho tempo para tecer tudo o que me apetece. Em função da coluna lá na Manequim tenho me empenhado em usar materiais legais e com preço pagável. Afinal fazer tricô é um prazer para muitas e não uma demostração de status. Não uso roupa de grife, não como coisas das marcas top de linha, mas nunca fiz feio em lugar nenhum por usar uma calça jeans comprada no atacado ou mesmo fazer um belo almoço de domingo usando uma carne de segunda. Gosto sim de coisas boas, conheço e vivi em lugares no mundo onde poucas pessoas tiveram oportunidade de ir e no entanto,me ligo mesmo são nas coisas mais sentimentais. A herança que meu pai me deixou foi a oportunidade que tive de estudar. A maior paixão da minha vida são os amigos que fiz em muitos lugares por onde passei. O resto é o resto. É tudo uma questão de valores. Não deixe suas agulhas de lado não. Não vale a pena abandonar aquilo que gosta por não frequentar a Daslã ....
Bjs e fique em paz,
Grace

Cerejas Cintilantes disse...

olá
lindo seus trabalhinhos!!
não ligue p/ essas pessoas esnobes não...
é o que mais tem nesse mundinho virtual...
mas será que é verdade o que elas ficam se gabando :P
o que importa é o talento!!
e isso parece que vc tem de sobra!!=)
beijinhos e inté!!
=D
Érica

Patricia Cardoso disse...

lu, eu chamo isso de supervalorizacao das coisas simples.. sempre a grama do vizinho eh mais verde, ne?
a gente temq valorizar o que é nosso, oras!!

mas la fora eh a mesma coisas.. as moedas sao invertidas tbm.. pense..

bjao

Pat